A HIERARQUIA DA MOTIVAÇÃO
Pode ter certeza: as empresas teriam resultados melhores em sua rentabilidade se houvesse uma política de motivação aplicada.

 

       As pessoas que têm cargo gerencial e comandam equipes de trabalho devem, em primeiro lugar, estar motivadas, pois somente assim poderão motivar seus liderados. Motivar não é dificil e é preciso que as palavras sejam muito bem escolhidas para não causarem mágoas e desafetos depois de serem proferidas.

        

      A motivação é uma força interior de cada pessoa e ela age de acordo com os estímulos que o indivíduo recebe. Se estimulamos alguém com palavras de sabedoria, com gestos que demonstrem respeito e segurança, certamente a motivação tomará conta da mente das pessoas que reagirão de forma positiva e demonstrarão força de vontade para realizar tarefas. Mas, se ameaçarmos e proferirmos palavras “duras” que podem magoar e ferir os sentimentos das pessoas, certamente causamos um sofrimento momentâneo que poderá desestruturar uma pessoa e levá-la à tristeza, descontentamento e, inclusive, desencadear em um processo de depressão, pois o ambiente de trabalho será um local desagradável para uma permanência média de oito horas diárias, que é o tempo que as pessoas costumam freqüentar a empresa em que trabalham.

 

      Quando falamos e tomamos atitudes de forma drástica, dura e sem refletir profundamente, causamos mal estar e sensações de tristeza e até o sentimento de inutilidade nas pessoas. Devemos, sim, alertar as pessoas e corrigi-las de forma sutil e educada. Assim, elas confiarão mais em seu líder e o respeitarão de forma gratificante.

 

       Portanto, não perca oportunidades de incentivar as pessoas e reconhecer o tempo de trabalho delas para a empresa. Escolha muito bem as palavras e prefira não se comunicar com os colaboradores quando estiver nervoso e/ou irritado. Caso você perceba falhas no trabalho de seus liderados, procure reunir-se com eles, apresente essas falhas e demonstre o que deseja, solicite que repensem suas atitudes e procedimentos para que melhorias sejam apresentadas. É importante lembrar que as palavras mal ditas são palavras impensadas, portanto são palavras malditas. Elas ecoam nas mentes das pessoas e causam feridas psicológicas que, às vezes, não cicatrizam nunca e mesmo se cicatrizarem, deixarão marcas sobre o que ocorreu. Pense nisso e acerte sempre.
Prof. Ms. Sidney Proetti Professor e Coordenador dos cursos de Gestão de Pequenas e Médias Empresas e Gestão de Marketing do UniFAI