A IMPORTÂNCIA DO LÍDER NO CONTROLE DAS ATIVIDADES NO TRABALHO
Prof. Ms. Sidney Proetti[1]
            O líder tem fundamental importância no ambiente de trabalho. Ele, normalmente, é aquele que foi escolhido para exercer o importante cargo de gestor e conduzir as pessoas para que a missão corporativa da empresa não fique só no papel ou naquelas placas de aço que ficam expostas nas paredes da recepção.

            É essencial ressaltar que do trabalho dos líderes (gestores) se perceberá o trabalho e a produtividade dos colaboradores. Se o líder não é organizado, não cumpre as normas da empresa e vive sendo convocado para conversas que mais parecem na verdade “chamadas de atenção”, a equipe desse líder seguirá seu mau exemplo e será relapsa e improdutiva.

            Os gestores devem se conscientizar de que mais do que “chefes”, eles têm papéis essenciais como o de planejar, organizar, coordenar e, principalmente, controlar as atividades e os projetos elaborados e implantados na empresa. A participação dos líderes deve ser motivadora e, de forma integral, orientadora, pois pessoas bem orientadas e acompanhadas ao longo do expediente trabalham com qualidade e responsabilidade.

            Para que se faça um bom trabalho de coordenação e controle de equipes, deve-se atentar para os padrões estabelecidos pela organização e segui-los incondicionalmente. O primeiro passo é sentir-se e pensar como o proprietário da empresa e, como tal, agir com razão, inteligência e coração para que a empresa não sofra perdas, e as tarefas não precisem ser refeitas. Veja, a seguir, algumas orientações para que a função “controle” seja colocada em prática:
- conheça muito bem os planejamentos estratégico, tático e operacional da sua empresa;

- informe-se sobre todas as normas e resoluções da sua empresa;

- elimine as dúvidas sobre os procedimentos a serem adotados no dia-a-dia de trabalho;

- faça reuniões breves semanalmente com seus colaboradores para aferir resultados e motivá-los;

- divida as tarefas e treine seus colaboradores para executá-las de forma quantitativa e qualitativa;

- elimine as dúvidas dos seus colaboradores sobre os padrões adotados pela organização;

- observe de maneira individual os seus colaboradores e anote suas falhas;

- converse individualmente com seus colaboradores e aponte, de forma construtiva, as suas falhas e oriente-os para que não voltem a cometê-las;

- observe os procedimentos de trabalho que ocorrem no dia-a-dia e compare-os com os padrões estabelecidos (faça isso ao longo do dia, a semana inteira);

- incentive as pessoas a trabalharem de forma correta;

- influencie de forma positiva seus colaboradores e converse com eles sobre valores éticos;

- não conviva com erros e não aceite desculpas esfarrapadas; aja sempre de forma correta e imediata para combater erros e má vontade das pessoas;

- seja severo quanto aos procedimentos de trabalho, entretanto seja sempre educado ao falar;

- apresente à sua equipe as vitórias conquistadas e encoraje-a a continuar na busca por melhorias nos seus procedimentos de trabalho;

- seja perseverante para corrigir falhas e não faça “vista grossa” para pessoas que costumam descumprir as normas da organização;

- acompanhe os resultados diária, semanal, quinzenal e mensalmente.