Pular para o conteúdo principal

CEOPp (Centro de Estudos e Orientações Psicopedagógicas)

O CEOPp desenvolve um projeto de atendimento psicopedagógico nascido da necessidade sentida no curso de Pós-Graduação em Psicopedagogia de proporcionar aos alunos recém-formados uma experiência de atendimento a inúmeros escolares com problemas de aprendizagem. O objetivo do curso de Psicopedagogia é estudar de forma mais profunda a aprendizagem e, de certa forma, prevenir as dificuldades mais comuns dos alunos.  

Além de prevenção, estuda também as formas de intervenção para melhorar o rendimento deles. O CEOPp teve início em 1988 e foi organizado por uma equipe de professores da Psicopedagogia, funcionado até hoje  ininterruptamente. No início, eram atendidos somente os alunos do Colégio Lumen Vitae encaminhados pelos professores.  O atendimento era e é feito até hoje por egressos do curso que se inscrevem para este projeto. A partir do encaminhamento do professor, o psicopedagogo entrevista o aluno, os pais e faz um diagnóstico, começando a intervenção, durante sessões de 2 horas por semana.

Paralelamente,o psicopedagogo, também em sessões de 2 horas, recebe supervisão de uma professora especializada do curso, com a qual troca ideias e discute o caso do aluno. Essa supervisão é feita juntamente com mais 5 colegas que também estão atendendo outras crianças e, nesse momento, cada um relata o seu caso e vivencia as experiências comuns. O projeto tem duração de 2 semestres, acompanhando o ano letivo, ao final dos quais os alunos recebem um certificado de 120 horas de estágio ( 30 semanas de 4 horas cada uma).

Posteriormente, o projeto passou a atender crianças da comunidade cujos pais são de baixa renda, como as da Casa Abrigo do Ipiranga, Instituto Cristóvão Colombo, também no Ipiranga, Instituto de Meninos São Judas Tadeu, no Jabaquara, e crianças do Lyons, na Associação Comercial do Ipiranga. Nesses casos, os psicopedagogos vão aos locais para atender às crianças e recebem a supervisão numa sala do UNIFAI. Em 2006, foram integradas ao CEOPp as crianças que recebem reforço de aprendizagem aos sábados, por estagiárias de Pedagogia.  As que apresentam problemas específicos são encaminhadas para as psicopedagogas.